Smartphone Motorola a carregar a bateria
-

Poupe a bateria do seu smartphone (para Android e iOS)

Smartphone Samsung a carregar a bateria

Entre mitos e dúvidas, quais são realmente os comportamentos que podem danificar a bateria do smartphone? E o que posso fazer para prolongar o seu tempo de vida útil?

Estamos em 2020 e ainda há algumas dúvidas acerca de como funcionam as baterias dos smartphones e o que podemos fazer para que durem mais tempo entre carregamentos. Afinal, quase tudo o que fazemos no nosso dia a dia implica usar o telemóvel, o que se torna impossível se este vai abaixo ainda antes de o dia terminar ou se vivemos no receio constante de que isso aconteça.

Para pesquisar informação, jogar, usar o GPS, navegar nas redes sociais ou até fazer chamadas — sim, ainda há quem as faça —, as funcionalidades são inúmeras. Assim sendo, o que se pode fazer para rentabilizar ao máximo a bateria?

Seja Android ou iOS, temos algumas dicas que pode aplicar para melhorar consideravelmente o desempenho da bateria do seu smartphone.

 

Carregar corretamente a bateria do smartphone

Muito se diz acerca das baterias dos smartphones. Que se deve deixar a bateria descarregar por completo antes de voltar a carregar para não a viciar, por exemplo. Que quando chega aos 100% deve-se desligar. Há muita informação que passa de boca em boca sem verificação. Como distinguir as verdades dos mitos?

Colocar a carregar nos 20%

É verdade que antigamente era boa ideia deixar que a bateria terminasse para colocar novamente a carregar. Hoje essa situação já não se verifica. Antes pelo contrário, é aconselhado que coloque o telemóvel a carregar quando este chega aos 20% (ou até quando estiver nos 30%, mal não faz). Deixar chegar abaixo dos 15% fará com que o aparelho entre em esforço desnecessariamente.

Não parar o carregamento não é problema

Outro dos mitos que mais se ouve por aí é de que não se deve deixar que a bateria alcance os 100% de carregamento, ou parar o carregamento quando isso acontece. Quem não se lembra de há 10 anos atrás quando a bateria passava demasiado tempo a carregar e inchava de tal forma que a capa nem fechava?

Se isso era verdade há mais de 10 anos, tal já não se verifica nos dias de hoje. A tecnologia teve mais do que tempo para desenvolver formas de evitar essa situação, de tal forma que se esquecer do seu aparelho a carregar a noite toda não há o risco de o viciar, uma vez que os sistemas móveis atuais têm mecanismos para “travar” o processo de carregamento após atingirem o nível máximo de bateria carregada, evitando sobreaquecimentos.

Uso do carregador da marca oficial

Deve usar-se sempre o carregador que vem com o smartphone na altura de compra ou adquirir outro compatível da mesma marca se este se estragar. Já todos passamos pela tentação de adquirir um destes equipamentos mais baratos, mas o barato pode sair caro mais tarde.

Todos os acessórios de carregamento que não sejam oficialmente da mesma marca que o seu smartphone podem danificar o equipamento, consumir mais eletricidade e prejudicar o processo de carregamento. É uma roleta russa que pode causar danos sem reparação. Quer mesmo arriscar?

Até capas protetoras podem causar o sobreaquecimento do aparelho se forem de origens duvidosas e forem feitas de material com menor qualidade.

 

Como poupar a bateria?

Depois de tomadas todas as precauções de segurança em relação ao carregamento, há algumas ações que pode executar para poupar a bateria e garantir que dure mais tempo.

Algumas aplicações, mesmo sem serem usadas, consomem bateria. Assim, deve encerrá-las. Desligar o Bluetooth, a wi-fi, a localização ou GPS, e os dados móveis também é uma ajuda e, por fim, reduzir o brilho do ecrã, desativar as atualizações automáticas e diminuir o tempo de espera para o bloqueio automático do ecrã. São soluções simples mas eficazes.

Todos estes procedimentos em conjunto deverão aumentar a duração da sua bateria e prolongar a vida útil do seu smartphone.

[sc name=”assina”]