Perdeu o seu Android? Pode ter sido roubado? Saiba como o localizar

Perdeu o seu Android? Pode ter sido roubado? Saiba como o localizar

Colocar a mão no bolso ou na mala e não encontrar o telemóvel é uma das piores sensações do novo mundo digital. Em caso de perda ou de possível roubo, aprenda a localizar o seu Android remotamente. Esta é uma ferramenta que pode vir a ser muito útil.

Se com um iPhone a opção de localizar o telemóvel é já conhecida e frequentemente usada, muitas pessoas não sabem que poderá fazer o mesmo no seu Android.

Perca algum tempo agora e perceba como ter mais hipóteses de conseguir recuperar o seu smartphone caso o tenha perdido ou seja roubado, para que mais tarde não se arrependa de não o ter feito.

 

Crie um bloqueio de ecrã eficaz

O primeiro passo é criar um bloqueio de ecrã que não permita o acesso de um potencial ladrão às suas apps de netbanking, e-mail, WhatsApp, Facebook, entre outros. Mas evite utilizar códigos fáceis de adivinhar, escolha algum número único e troque-o com frequência.

Deve optar por utilizar o bloqueio com impressão digital, já que a maior parte dos sistemas de reconhecimento facial são pouco precisos e contornáveis com, por exemplo, o uso de uma fotografia. Exceção feita aos mais recentes Google Pixel, cujo funcionamento se assemelha mais ao afamado Face ID da Apple, também muito eficaz.

 

Ative o “Localizar o meu Dispositivo”

Sensível às necessidades dos seus utilizadores, a Google criou uma solução nativa, ativada de origem, que permite encontrar o seu telemóvel.

Para esta funcionalidade ser utilizável, é necessário que o telemóvel tenha a localização ativa e acesso à Internet. Caso isso não aconteça, o Google dir-lhe-á qual o último local onde detetou o dispositivo.

Para isso, basta confirmar nas ‘Definições’ > ‘Segurança’ > ‘Localizar o meu dispositivo’ se esta opção se encontra ligada. Depois, poderá, com a sua conta Google com sessão iniciada, visitar google.com/android/find e descobrir o último ponto geográfico onde o seu telemóvel foi “visto” pelo Google, quanta rede tem e qual a percentagem de bateria.

Poderá a partir daí optar por três opções. A primeira é fazer o telemóvel tocar durante cinco minutos, emitindo um sinal sonoro que ignorará se o telemóvel está ou não em silêncio, de modo a que possa encontrá-lo mais facilmente assim que se aproximar do local.

Outra opção é proteger o dispositivo, bloqueando o telemóvel e terminando a sessão na sua conta Google, de modo a evitar acesso indevido às suas informações pessoais.

Como último recurso, se perceber que não irá localizar o Android, o ideal é ir a google.com/android/find e apagar todos os dados. Deve desde já garantir a partir do mesmo site que esta opção se encontra ativa.

 

Tenho um telemóvel Samsung, e agora?

A Samsung dá-lhe uma opção extra para encontrar não só o seu telemóvel, como também auscultadores e smartwatches. Além de utilizar a localização e a ligação à Internet, a marca é capaz de recorrer a uma ferramenta exclusiva: fazer crowdsourcing de outros dispositivos Samsung, de outros utilizadores, para detetar o sinal de Bluetooth do objeto perdido.

Esta ferramenta oferece-lhe ainda mais opções, tal como verificar a última localização do equipamento, ver todos os dispositivos num mapa, fazer o dispositivo reproduzir um som, procurar por perto com o Finder (utilizando o sinal de Bluetooth) e começar a navegação no Maps a partir do momento que encontrar a localização.

 

Para além de todas estas dicas, também pode considerar subscrever um seguro que inclua furto caso o valor do telemóvel assim o justificar. Assim, terá sempre, em conjunto com estas ferramentas, a garantia de que está protegido financeiramente também.

[sc name=”assina”]