Senhor na sua sala de estar a ver televisão colocada num móvel
-

Móvel para a sua televisão: como escolher?

Senhor na sua sala de estar a ver televisão colocada num móvel

O móvel que enquadra a nossa televisão provavelmente irá ocupar um lugar central na nossa sala e na nossa vida — porque passaremos muito tempo a olhar para ele, nem que seja pela visão periférica. Antes de adquirir essa peça de mobiliário deve ter algumas considerações.

Em muitos lares portuguesas a sala de estar organiza-se em torno do televisor. É à volta deste aparelho que a família se congrega para algum tempo de convívio. Apesar de as gerações mais novas preferirem aceder aos seus conteúdos pela Internet, o televisor continua a estar atual, graças ao streaming.

Nos dias que correm, a televisão deixou de ocupar tanto espaço em profundidade como em altura e largura. Tornaram-se equipamentos mais estéticos e que complementam muito bem a divisão onde se inserem.

A mobília que enquadra o televisor deverá conjugar a estética com a utilidade. Antes de adquirir qualquer móvel há algumas considerações a fazer, nomeadamente qual o espaço disponível, que outros equipamentos tenciona ligar à TV — consolas, leitores de DVD ou sistemas de som, por exemplo — e como pode encaixar no layout da divisão da sua casa.

 

Fatores a considerar para o móvel da sua televisão

[su_dropcap class=”dropcap”]1[/su_dropcap] Tamanho da TV

Antes de mais nada, tem de ter em conta o tamanho da sua televisão: altura, largura, profundidade e diagonal, para garantir que irá caber no móvel. É aconselhável que dê ao seu equipamento um espaço extra de alguns centímetros — entre 2 a 5 devem chegar — para a circulação do ar.

A proporção é tudo. O móvel de televisão deve permitir-lhe a inclusão de acessórios adicionais — se for o caso —, como colunas de som, consolas, box de media streaming, coleções de DVDs, entre outros.

[su_dropcap class=”dropcap”]2[/su_dropcap] Peso dos equipamentos

O peso máximo suportado pelo móvel é tão ou mais importante do que as dimensões, uma vez que há que somar o peso dos equipamentos que lá se pretende colocar.

Quer prefira um móvel de TV, um painel por detrás do aparelho ou uma estante, tem de assegurar que a estrutura aguenta bem o peso e, ao mesmo tempo, que enquadra a televisão de forma agradável no espaço.

Se tem crianças em casa, este ponto torna-se ainda mais importante, porque a escolha de móveis que não suportam o peso da televisão é uma das principais causas de acidentes domésticos.

Ainda que exista uma maior flexibilidade face aos valores aconselhados, não sobrecarregue materiais mais frágeis, como por exemplo prateleiras em vidro. Faça uma correta distribuição do peso pelo móvel, sobretudo se este for alto e não tiver nenhuma fixação na parede.

[su_dropcap class=”dropcap”]3[/su_dropcap] Materiais mais usados nos móveis

Atualmente, os móveis para a televisão são feitos de um material que tem vindo a ganhar popularidade: a madeira compensada, ou contraplacada, que suporta o peso melhor do que a madeira tradicional. Um produto fiável e esteticamente agradável, pelo que é uma das recomendações que lhe damos.

Também se encontram móveis produzidos em aço cromado, alumínio ou vidro temperado. Este último é menos recomendável em lares com crianças, devido ao risco de se partir.

[su_dropcap class=”dropcap”]4[/su_dropcap] Configuração do espaço

Temos o televisor que sempre quisemos e um móvel lindíssimo onde o incorporar. O que falta? O local onde os vamos inserir e o layout do espaço. Tem acesso a tomadas elétricas e ligações? Não impede o acesso ou abertura de portas? As janelas por perto não causam demasiada luminosidade? O perímetro é assimétrico?

Todas estas questões devem ter resposta antes de avançar com o posicionamento do móvel e da sua TV.

Há ainda uma outra questão: a sala tem lareira? Visualmente, não negamos que pode ser muito agradável ter a sua sala congregada no centro com uma lareira e uma TV por cima. No entanto, isso não é boa ideia. Expor o seu aparelho televisivo ao calor e a sobreaquecimento é uma boa forma de lhe diminuir o período de vida. Já para não falar das complicações que surgiriam ao nível da passagem de fios e do ângulo de visualização.

Não é impossível instalar o televisor sobre a lareira, mas deve apostar numa excelente camada de isolamento entre os dois objetos, estudar muito bem a instalação elétrica e usar uma lenha que não emita muita fuligem.

[su_dropcap class=”dropcap”]5[/su_dropcap] Design

Depois de todas as considerações acima referidas, também convém que se preocupe com outros pormenores. A ocultação dos equipamentos, no caso de pretender portas, a ocultação dos fios ou até mesmo a mobilidade do móvel (se a quiser), são alguns dos pontos que deve considerar na altura de escolher o móvel de TV que melhor se adequa à decoração da sua casa.

Mais uma vez, tem tudo a ver com as proporções. Em termos visuais, a televisão deve fazer sentido dentro do espaço e não parecer perdida ou a impor-se demasiado.

Deve sempre existir harmonia entre as peças. Felizmente, há uma panóplia de soluções disponíveis no mercado, pelo que não deverá ter dificuldade em encontrar uma do seu agrado. Tem sempre a alternativa de suspender a televisão na parede ou colocá-la no centro de uma estante.

[sc name=”assina”]