Introdução à fotografia: o que é o ISO e como o dominar

Introdução à fotografia: o que é o ISO e como o dominar

Se está a pensar em desenvolver os seus dotes no mundo da fotografia, o ISO é um recurso que deverá dominar. Mas como é que este afeta as suas fotografias? Neste artigo, explicamos como usá-lo para obter os melhores resultados possíveis.

O ISO é um dos três pilares da fotografia, em conjunto com a velocidade do obturador (shutter speed) e a abertura da lente, tendo um efeito importante nas imagens. Vamos perceber em que consiste e quais os resultados que poderá obter.

O que é o ISO?

Em termos simples, o ISO é simplesmente uma configuração da câmara fotográfica que irá iluminar ou escurecer uma fotografia. Conforme aumenta o seu valor, mais brilhantes ficam as suas fotografias.

Por esse motivo, este recurso pode ajudar a capturar imagens em ambientes mais escuros ou ser mais flexível quanto às configurações de abertura e velocidade do obturador.

No entanto, aumentá-lo tem consequências. Uma fotografia tirada com um ISO muito alto pode criar muito “grão”, também conhecido como ruído, e esta pode não ser utilizável. O grão pode dar um efeito interessante às fotografias, mas quando utilizado em excesso pode estragar o resultado final.

Quando se deve utilizar?

Iluminar uma fotografia através do ISO é sempre uma questão de equilíbrio. Só deve aumentá-lo quando não conseguir iluminar a foto por meio da velocidade do obturador ou da abertura (por exemplo, se usar uma velocidade maior do obturador, pode fazer com que o objeto fique desfocado).

Que valores existem?

Cada câmara possui uma faixa diferente de valores — às vezes chamados de velocidades ISO — que pode usar. Este é um dos conjuntos comuns: ISO 100 (baixo), 200, 400, 800, 1600, 3200 e 6400 (alto).

Muito simplesmente, quando duplica a velocidade, está a duplicar o brilho da foto. Portanto, uma fotografia com ISO 400 será duas vezes mais brilhante do que ISO 200.

O que é a Base de ISO?

O ISO mais baixo na sua câmara é o seu “ISO básico”. Esta é uma configuração muito importante, porque lhe dá possibilidade de produzir a mais alta qualidade de imagem, minimizando a visibilidade do ruído tanto quanto possível.

Algumas DSLRs mais antigas e várias câmaras modernas têm um valor base de 200, enquanto a maioria das câmaras digitais modernas tem um ISO de base de 100.

O ideal é tentar manter sempre o valor base para obter a mais alta qualidade de imagem. No entanto, nem sempre é possível fazer isso, especialmente ao trabalhar em condições de pouca luz.

Como alterá-lo?

A alteração do ISO varia de câmara para câmara. Uma forma de fazer esta mudança é, por exemplo, entrar num modo que permita selecioná-lo: saia do modo Automático e escolha o modo Manual > Prioridade do obturador > Prioridade de abertura ou Programa.

Para DSLRs básicas e câmaras mirrorless, provavelmente irá precisar de abrir um menu (possivelmente o “menu rápido”) e encontrar a secção para ISO. Selecione o valor desejado ou defina-o como Auto.

Para câmaras de última geração, deve existir um botão “ISO” dedicado na câmara. Pressione-o enquanto gira uma das rodas para alterar a sua configuração. Se não vir um botão designado como “ISO”, deve ser possível que a sua câmara permita que programe um para realizar esta tarefa.

Outras câmaras podem ter uma roda dedicada que já possui várias configurações marcadas, e isto torna as coisas ainda mais fáceis.

Vale a pena estar bem familiarizado com a forma de alterar esta configuração rapidamente, uma vez que é algo que provavelmente irá ajustar com bastante frequência, especialmente se fotografar em condições de pouca luz, sem um tripé ou flash.

 

Que valor deve usar?

Muitos fotógrafos entendem os conceitos básicos, mas não têm certeza qual o valor mais adequado para escolher no momento. Na prática, há um motivo pelo qual a sua câmara permite uma ampla gama de configurações: diferentes situações exigem diferentes ISOs.

Quando deve usar ISO alto?

Embora seja ideal usar valores baixos, muitas vezes será necessário um ISO alto para captar uma boa foto. O simples motivo para isto é que frequentemente vai lutar contra o desfoque de movimento, e vai precisar de escolher entre uma foto nítida com ISO alto ou uma foto desfocada com ISO baixo.

Deve aumentar este valor quando não houver luz suficiente para a câmara capturar uma foto nítida e brilhante de outra forma.

Quando tiramos fotos em ambientes internos sem flash, ele deve ser alterado para um número mais alto para capturar o momento sem apresentar desfoque.

Ao fotografar ações de rápido movimento, como fotografar um pássaro ou um carro de alta velocidade, muitas vezes é necessário aumentar o valor deste recurso. Na maioria das câmaras, há uma configuração automática, que funciona bem em ambientes escuros. Para certos tipos de desporto e fotografia de ação, um ISO alto pode ser sua única opção.

 

A chave para a fotografia perfeito é atingir o equilíbrio ideal entre ruído, desfoque de movimento e profundidade de campo. Esperamos ter ajudado a esclarecer para que serve o ISO e em que momentos deve alterá-lo.

[sc name=”assina”]