Fotografia de paisagem: as aptidões e o equipamento necessários

Fotografia de paisagem: o equipamento e as skills necessários

A fotografia de paisagem é o estilo preferido de muitos fotógrafos. Apesar de exigir alguma paciência e sorte com as condições climatéricas, nada como a prática para aperfeiçoar as capacidades. Vejamos o que precisa.

Registar momentos e memórias nunca foi tão importante como nos dias de hoje. Com a valorização crescente da imagem, a fotografia adquiriu um lugar de destaque, principalmente entre os utilizadores das redes sociais.

Dos mais novos aos mais graúdos, ninguém resiste a uma boa fotografia, nomeadamente as de paisagem. Para que as fotografias possam condizer com a nossa alegria em vivenciar e desfrutar de um lugar tão bonito, temos de levar em conta algumas dicas na hora de as captar.

Fotografar paisagens obriga à reunião de algumas condições indispensáveis devido às dinâmicas constantes de iluminação e movimento da própria natureza. Nem todas as pessoas são pacientes para esperar pelo momento certo, mas, para aqueles que o sabem ser, reunimos alguns passos a ter em conta na hora de registar a imagem que os seus olhos alcançam.

 

Fotografia de paisagem: o equipamento necessário

Cada vez mais utilizamos os nossos smartphones para capturar os momentos importantes, seja no dia a dia pelo seu lado mais prático, seja mesmo em contexto de férias ou viagens. Não aconselhamos a que deixe de o fazer, mas aprender a utilizar uma câmara fotográfica vai fazê-lo apaixonar-se ainda mais por fotografia.

[sc name=”VP” url=”https://www.radiopopular.pt/categoria/maquinas-fotograficas/?utm_source=RPT” ]

Vamos lá: câmara, ação e manual de instruções. Muitos de nós banalizamos a importância do manual de instruções e a verdade é que é essencial conhecermos as características do nosso equipamento. Para isso, nada melhor do que ler pelo menos uma vez o seu próprio guia de utilização.

Quando falamos em fotografias de paisagem, devemos ter em conta as adversidades de um enquadramento ao ar livre, o que nos obriga a reunir as condições necessárias para nos ajustarmos a este, pois o contrário não irá suceder.

Assim, as características mais técnicas da máquina fotográfica vão ser muito importantes. Por não existirem máquinas específicas para fotografia de paisagem é importante ter em conta o corpo da máquina, a resistência do equipamento, e a qualidade da lente.

Os profissionais recomendam utilizar as lentes grande-angular no caso concreto destas fotografias, pois permitem captar maiores dimensões e mais profundidade na imagem e nos elementos, o que neste caso é fantástico. Há paisagens que não merecem ser encurtadas.

Em alguns casos, elementos como o tripé, para estabilizar, um obturador em comando, para minimizar qualquer vibração e um kit de luz, para diminuir a luminosidade, serão acessórios chave para a qualidade da sua fotografia. Não se preocupe: pode começar pelo simples e à medida que aperfeiçoa a sua técnica pode utilizar mais acessórios.

 

Características necessárias à fotografia de paisagem

Abertura, velocidade e ISO

Depois de explorar a sua máquina, vai sentir-se muito mais capaz na hora de dominar a velocidade do obturador, a abertura do diafragma e o ISO, que são tão importantes para a qualidade das fotografias. Estes três componentes vão determinar a quantidade de luz, ou seja, da exposição, que vai entrar no sensor. Os três trabalharão em conjunto.

No caso concreto das fotos de paisagens algumas opiniões divergem. No entanto, é recomendado para alcançar nitidez uma abertura de f/11 até f/16. Dito isto, tudo vai depender do objetivo da foto e das outras já características referidas: a velocidade e o ISO.

Já quando falamos em velocidade, referimo-nos ao tempo que o obturador fica aberto e permite a entrada de luz através do sensor. Quanto mais alto, mais ‘congelada’ ficará a foto. Pelo contrário, uma velocidade menor irá dar um efeito de movimento. Muitas vezes para conseguir os resultados que pretende será necessário utilizar um tripé, principalmente para estabilizar a fotografia quando utilizar uma velocidade maior.

Fotografia de paisagem: o equipamento e as skills necessários
Um tripé poderá fazer toda a diferença no resultado final

Ao falarmos em ISO falamos na sensibilidade do sensor à luz. Aqui o cuidado principal que deve ter é em conseguir mantê-lo nos valores mais baixos possíveis enquanto ajusta a abertura e a velocidade do obturador aos seus objetivos. Porém, se precisar de o aumentar para mais nitidez da foto, saiba que um ISO mais elevado pode causar ruído na fotografia.

Registe movimento

Se estiver a trabalhar com água em movimento, pode criar um efeito impressionante chamado, na gíria dos fotógrafos, o ‘véu de noiva’: este efeito é conseguido com uma exposição longa.

Como referido no ponto anterior, uma maneira de fazer isso é usando o modo TV ou S (prioridade do obturador) e escolhendo uma exposição de dois segundos ou mais. Também pode usar o modo AV (Prioridade de abertura) e escolher uma abertura pequena como f/32 (que geralmente requer mais luz).

Se estiver a trabalhar com luz do dia forte, deve usar um filtro ND para reduzir a quantidade de luz que atinge a câmara e, desta forma, a câmara permitirá que tenha um tempo de obturação mais longo. Mais uma vez, recomendamos o uso do tripé para que a imagem permaneça nítida e focada.

Filtros e definições automáticas

Não se sinta resistente em dar uma oportunidade aos filtros e às definições automáticas da sua máquina. Estes foram feitos tendo em conta as suas características mais genéricas e podem muitas vezes ser a resposta às definições que precisamos de utilizar para a nossa fotografia. Explore um pouco mais estes extras que todas as máquinas incluem logo à partida.

Experimente lentes diferentes

As lentes de grande angular são as preferidas para fotografia de paisagem porque podem mostrar uma visão mais ampla e, portanto, dar uma sensação de espaço aberto.

Estas lentes também oferecem uma maior profundidade de campo e permitem que possa utilizar velocidades do obturador mais rápidas porque permitem mais luz. Tirar uma imagem em f/16 deixará o primeiro plano e o fundo mais nítidos, por exemplo. Lembre-se de experimentar alguns ângulos interessantes com a fotografia.

Uma lente zoom longa também pode ser ótima para fotografia de paisagens, permitindo que recorte elementos específicos. Lentes com um zoom de 70mm a 200mm comprimem o fundo e proporcionam mais criatividade e versatilidade.

Não há dois fotógrafos que tenham as mesmas preferências de lente, o que significa que o conceito de “melhor lente” para fotografia de paisagem varia de pessoa para pessoa.

Enquadramento

Na hora de fotografar uma paisagem é importante captar toda a magnificência da imagem e isso só é conseguido quando conseguimos integrar os diferentes elementos da foto através de uma ou mais técnicas adequadas.

Uma poderá ser a regra dos terços. Aqui terá de imaginar a imagem dividida com duas linhas paralelas na vertical e na horizontal, criando 9 quadrados, e depois escolher em qual quadrado quer colocar o objeto da foto ou, se preferir, na interseção das linhas. Pode também colocar uma grelha no ecrã de fotografia para ajudar no enquadramento.

Outra hipótese para tirar boas fotografias é utilizar a profundidade de campo, onde é necessário fotografar com grande abertura e até pode desfocar uma das partes da paisagem. Porém, esta técnica é recomendada para se quiser focar um objeto mais próximo, mas enquadrado na paisagem.

Caso contrário, o recomendado será sempre ter uma menor abertura do obturador para ter uma maior profundidade da fotografia. A dinâmica de proximidade e de distância também vai conferir uma particularidade interessante às suas fotos.

Lembre-se ainda que a paisagem que está a ver será convertida numa realidade 2D, motivo pelo qual é tão importante conferir dinâmica à foto. Jogue com o primeiro plano, o meio-termo e o plano de fundo.

O pôr-do-sol emite uma luz que favorece quase todas as fotografias

É importante não se esquecer da hora mágica: a hora do pôr-do-sol. Esta é uma hora de ouro para as suas fotografias devido à luz quente que inunda todas as paisagens e favorece qualquer que seja o objeto da sua fotografia.

Experimente, explore e arrisque

Experimente diferentes ângulos, mude a sua própria posição: ora de joelhos, ora de bicos de pés, experimente. Com isto, vai perceber a sua própria evolução, e assim, o que funciona melhor ou o que funciona menos bem. A melhor forma de aprender é experimentando e a fotografia de paisagem não é exceção.

Utilize ainda os próprios elementos da natureza para trazerem emoção à foto. Ora mais à frente, ora mais atrás. Com ou sem profundidade. Arrisque. Não há nada como explorar as paisagens com a sua própria forma de as registar.

A fotografia vai exigir treino e aperfeiçoamento constante, mas no início desta sua aventura desafie-se a explorar os locais próximos à sua casa. Escolha uma paisagem que goste e experimente repetir a mesma foto em dias diferentes, horários diferentes e perspetivas diferentes. Com o tempo irá melhorar a sua técnica e sentir-se mais experiente.

Localização, localização, localização

O mesmo mote que se usa no mercado imobiliário também se aplica à fotografia. A fotografia de paisagem tem tanto a ver com planeamento quanto com o processo da fotografia. Lembre-se que a fotografia é mais do que um registo de imagem: é — ou, pelo menos, também pode ser — uma forma de arte, por isso seja criativo e arrojado no momento de fotografar.

Lembre-se de planear onde quer ir e a que horas do dia poderá tirar a melhor fotografia, mediante aquilo que pretende. Seja rebuscado nos locais que escolhe, sendo que pode escolher uma posição menos óbvia para conseguir um enquadramento diferente. Ao planear a sua localização será capaz de maximizar o tempo para conseguir a fotografia.

A localização é um dos elementos mais relevantes da fotografia para conseguir um bom plano e enquadramento. Mais do que estar no local certo, deve pensar de forma criativa: coloque-se atrás de uma flor e enquadre com a paisagem no fundo, escolha uma local que garanta que regista o objeto pretendido, da forma desejada.

[sc name=”assina”]