Dicas para resolver problemas na rede Wi-Fi doméstica

Dicas para resolver problemas na rede Wi-Fi doméstica

Existem várias razões pelas quais a Wi-Fi doméstica não está a ter o desempenho que seria de esperar. Problemas com o router, problemas de velocidade de Internet e tantos outros pormenores que se calhar nem te ocorreram no momento da compra dos dispositivos.

Descobre o que podes fazer para chegar à origem do problema e poderes aproveitar todos os benefícios que uma casa totalmente conectada tem para te oferecer. Lê as nossas dicas abaixo sobre como solucionar problemas da Wi-Fi doméstica.

 

Problemas da Wi-Fi doméstica e como resolver

[su_dropcap class=”dropcap”]1[/su_dropcap] Confirma se o router suporta a carga e velocidades esperadas

A ideia de substituir o router pode não agradar a todos, mas muitos problemas podem ser atribuídos a modelos de geração mais antiga, que simplesmente não conseguem suportar as necessidades pedidas.

Repara no seguinte exemplo: um router 802.11n de 2012 pode ter uma taxa de transferência total de 300 Mbps, portanto, nunca será capaz de fazer uso completo de uma conexão de Internet de 500 Mbps.

[sc name=”VP” url=”https://www.radiopopular.pt/categoria/routers-com-wireless/?utm_source=RPT” ]

Adicionar dispositivos à tua rede doméstica — smartphones, tablets, TVs, sistemas de segurança, consolas de jogos, streamers de vídeo, termostatos inteligentes e todos os outros dispositivos que precisam de Wi-Fi ou conectividade com a Internet — pode sobrecarregar um router antigo ao tentar gerir todas estas conexões simultâneas.

[su_dropcap class=”dropcap”]2[/su_dropcap] Mantém o firmware do router atualizado

Por vezes, um problema de Wi-Fi ou Internet pode ser tão simples quanto um firmware desatualizado no router. Verifica se há uma versão mais recente e atualiza-a. Isto dá-te também a vantagem de tornar a tua rede mais segura, já que as atualizações geralmente incluem patches de segurança.

[su_dropcap class=”dropcap”]3[/su_dropcap] Usa um cabo Ethernet de qualidade ao conectar um router

Pode ser necessário atualizar o cabo Ethernet para suportar as velocidades de Internet atuais em casa se o usas para conectar algum dispositivo ao router.

Outra medida relevante é procurar por eventuais cabos presos, cortes no revestimento plástico de proteção e conectores soltos — tudo isto pode afetar negativamente o desempenho do teu router.

[su_dropcap class=”dropcap”]4[/su_dropcap] Usa aplicações de teste de velocidade na Wi-Fi doméstica

Existem diversas aplicações — muitas delas gratuitas — que permitem medir com precisão a velocidade da Wi-Fi doméstica e da Internet. Movendo-se pela casa, podes usar estas apps para mapear zonas mortas ou áreas onde pode haver interferência.

Também deves atentar nos canais do teu router: talvez a Wi-Fi de um vizinho esteja a interferir. Estas ferramentas permitem medir com precisão qualquer diferença no desempenho.

Para obteres um indicador rápido da velocidade da Internet, podes experimentar o teste fast.com da Netflix. Para medir o desempenho da Wi-Fi doméstica, podes experimentar o Wi-Fi SweetSpots.

[su_dropcap class=”dropcap”]5[/su_dropcap] Atenção à velocidade de Internet anunciada na Wi-Fi doméstica

Frustrado/a porque estás a pagar por um serviço de Internet de 100 Mbps, mas, ao testar, a conexão parece atingir o máximo de 80 Mbps (por exemplo)?

Dicas para resolver problemas na rede Wi-Fi doméstica

De acordo com vários técnicos, o número anunciado pelas empresas de telecomunicações é a velocidade máxima teórica de conexão e poucas pessoas realmente a atingem. Existem muitas variáveis que estão em jogo, incluindo algumas que ninguém pode controlar, tais como a carga da rede na vizinhança e a conexão com a tua casa.

Se não estás a obter a velocidade de Internet desejada, em última análise, a única solução real pode ser fazer o pedido e obter o próximo nível de serviço. Ninguém gosta de pagar mais do que o necessário, mas é melhor ter um pouco de largura de banda extra e espaço para crescer do que estar constantemente com problemas de velocidade.

[su_dropcap class=”dropcap”]6[/su_dropcap] O posicionamento do router é crucial

Fatores como paredes, espelhos grandes, fornos, micro-ondas e até aquários de peixes podem interferir com a Wi-Fi doméstica. Move o router para fazer os testes de velocidade até encontrares a posição ideal. Se ainda assim tiveres problemas com zonas mortas, um sistema mesh que cobre toda a habitação pode ser a melhor solução.

[su_dropcap class=”dropcap”]7[/su_dropcap] As velocidades da Wi-Fi podem variar de acordo com o dispositivo

É fácil esquecer que as velocidades máximas de Wi-Fi (e, portanto, as velocidades máximas de conexão à Internet) podem variar de acordo com o dispositivo. Um teste de velocidade mais lento do que o esperado num dispositivo não significa necessariamente que a rede Wi-Fi está lenta: pode ser problema do próprio dispositivo.

Acontece que o aparelho pode ter uma placa de rede mais antiga ou talvez haja um processo em execução em segundo plano que está constantemente a causar lentidão, tal como um backup na nuvem.

[su_dropcap class=”dropcap”]8[/su_dropcap] Sê metódico

É difícil escolher algo que deves verificar primeiro, porque cada problema de rede Wi-Fi pode ter muitas causas potenciais. Dito isto, sê metódico e tira algumas notas. Por exemplo, se suspeitares que um (ou mais) dos dispositivos da tua rede estão a causar problemas, é tempo de chegar ao fundo da questão.

Desliga tudo da Wi-Fi doméstica, exceto um dispositivo de teste para fazer leituras. De seguida, adiciona lentamente os dispositivos de volta à rede, fazendo uma leitura um após um. Dessa forma, vais ter dados empíricos que podem confirmar as tuas suspeitas.

[sc name=”assina”]