Smartwatches Apple Watch Series 5
-

Dicas para escolher o smartwatch mais indicado para si

Smartwatches Apple Watch Series 5

Se está a ponderar adquirir um smartwatch, há algumas características a que deve estar atento para saber qual o equipamento que melhor se adequa ao que pretende.

Muito para além de um relógio, os smartwatches quase que não são utilizados para ver as horas. Estes equipamentos podem ser verdadeiras extensões do seu smartphone no seu pulso, sempre à mão, mantendo-o sempre conectado.

Idealmente, um destes aparelhos deve garantir-lhe um conjunto de características que facilitam o seu dia a dia e o mantêm a par dos seus compromissos de forma discreta. Diferentes das pulseiras de atividade, os smartwatches têm funcionalidades próprias e deve conhecer as possibilidades antes de adquirir o seu.

 

Sistema operativo — compatível, de preferência

Tal como os computadores e os smartphones, também os smartwatches têm diversos sistemas operativos, dependendo das marcas que os produzem. Deve optar por aquele que for compatível com o seu telemóvel e informar-se dessa mesma compatibilidade antes de o adquirir.

No caso da Apple, é conhecida a compatibilidade exclusiva que esta marca pratica em todos os equipamentos e os Apple Watch não são exceção à regra: estes smartwatches apenas são emparelháveis com iPhones. Se não existir compatibilidade, não poderá gravar os dados registados pelo relógio no telemóvel, nem receber as notificações — como chamadas e mensagens —, o que impede a normalidade da utilização do seu equipamento.

No entanto, felizmente, tirando este exemplo, a grande maioria dos smartwatches é compatível tanto com o sistema operativo Android, como com o iOS.

Há outras razões que podem influenciar a sua escolha. Os Watch OS, por exemplo, já ganharam reputação por serem rápidos e consistentes. Os Android Wear utilizam um modelo ‘open source’ que alarga a possibilidade de personalização.

Os Tizen, novo sistema operativo da Samsung, partilham da mesma facilidade de personalização dos Android Wear, apesar de terem as suas próprias aplicações. Estes relógios permitem uma experiência de utilizador que pode partilhar entre dispositivos.

 

Funcionalidades correspondentes ao uso

As funcionalidades de cada smartwatch não divergem muito entre os modelos. No entanto, para tirar o melhor proveito do seu novo equipamento deve verificar que tem as especificações correspondentes ao uso que lhe quer dar, bem como algumas extra que podem vir a tornar-se bastante úteis.

Por exemplo, se é desportista e tenciona usar o seu novo equipamento para o acompanhar nos treinos, seja para medir o ritmo cardíaco ou os quilómetros percorridos, deve confirmar que o smartwatch que tenciona adquirir tem pedómetro e monitor da atividade cardíaca, bem como GPS.

Desta forma, os seus dados serão gravados no telemóvel e terá informação útil na gestão da sua atividade física, principalmente se utilizar aplicações que permitam um conhecimento pleno do desporto que pratica. Também ficará a conhecer o seu progresso. Há modelos resistentes à água e ao pó, que podem ser mais adequados ao exercício que pratica.

Outro exemplo de uma funcionalidade que pode ser um deal-breaker para si é o controlo por voz, muito útil para gravar lembretes, enviar mensagens ou realizar pesquisas na Internet sem ser necessário utilizar as mãos. Este equipamento também pode ser utilizado para ouvir música ou obter direções (se tiver o GPS).

Estas são apenas algumas das potencialidades de um smartwatch. Além disso, pode complementar a sua experiência com aplicações destinadas à utilização em conjunto entre o smartwatch e o smartphone.

 

Display e interface

A maioria dos smartwatches usa um ecrã LCD com display AMOLED e alguns modelos premium — como é o caso dos Apple Watch — usam ecrã retina. É quase certo que a olho nu não irá conseguir detetar as diferenças, no entanto, pode e deve experimentar — nos modelos em exposição nas lojas Radio Popular — abrir aplicações, fotos, vídeos ou qualquer outro tipo de ficheiro, para que verifique por si mesmo as cores ricas e brilhantes.

Já a resolução varia de acordo com o tamanho do dispositivo, pelo que não será algo com que se deve preocupar.

Em relação ao interface, pode escolher entre um equipamento com touch screen na totalidade ou um botão que ajude na navegação. Atualmente, muitos dos modelos mais procurados optam por uma função híbrida.

 

Design e personalização (interior e exterior)

Para além das suas várias utilidades, os smartwatches também são um acessório e, como tal, podemos dar-nos ao gosto de os personalizar. Muitos modelos têm várias braceletes que pode trocar sempre que quiser para combinar com o seu mood ou outfit. Deve confirmar as cores disponíveis, porque depende de modelo para modelo.

É mesmo possível encontrar aquelas que melhor se adequam à atividade que vai realizar. Se prefere algo mais clássico que se assemelhe a um relógio tradicional, pode optar por uma bracelete em cabedal ou em aço inoxidável. Se a sua utilização for mais direcionada para o ar livre e para práticas desportivas, existem também braceletes flexíveis de silicone.

Depois, há o display, que também pode ser adaptável. É a principal característica que os “relógios inteligentes” diferentes dos tradicionais. A maioria possui mostradores pré-instalados e atraentes, que pode escolher de acordo com o seu humor. Portanto, antes de comprar um smartwatch, deve verificar quantas interfaces ele possui.

Para que saiba, alguns smartwatches têm ainda a possibilidade de adicionar mais mostradores. Para isso, poderá ter que fazer download na loja de aplicações ou no site oficial.

 

Bateria e forma de carregamento

Por fim, resta verificar a questão da autonomia do smartwatch. Um ou dois dias é quanto dura a maior parte dos modelos, devido à potência do ecrã. Dito isto, algumas funcionalidades vão influenciar a bateria e nem sempre depende de as usar ativamente.

A forma como carrega este equipamento também pode influenciar a sua decisão de compra. Um cabo micro USB é mais fácil de encontrar e, por isso, pode ser a melhor solução para si do que, por exemplo, o cabo de carregamento magnético, apesar de este último ser mais fácil de ligar ao smartwatch.

Agora que já sabe todos os pontos a que deve estar atento, pode avançar para a compra do seu relógio com conhecimento de causa.

[sc name=”assina”]