8 dicas para aprender em casa da forma mais produtiva

O seu filho está a aprender em casa? Nem sempre é fácil esta adaptação da sala de aula para a sala de estar da sua habitação. Damos-lhe algumas dicas para facilitar esta transição e garantir que as aulas têm tanto rendimento em casa como teriam na escola.

Apesar de as aulas serem, regra geral, presenciais, há casos em que os estudantes têm aulas online, nem que seja temporariamente. A pandemia de coronavírus obrigou a repensar muitas coisas e a forma como são lecionadas aulas é apenas uma delas.

Assim sendo, se tem o seu filho em casa e precisa que este acompanhe os seus colegas que continuam a ir à escola, para além de alguma tecnologia e de uma boa ligação à Internet, há algumas ações que pode desempenhar para o ajudar a aprender em casa. Para o auxiliar a manobrar estes dias tão atípicos, temos 8 dicas para si.

 

8 dicas para aprender em casa

[su_dropcap class=”dropcap”]1[/su_dropcap] Organização e planeamento diário

Manter e cumprir horários é fundamental, principalmente quando se está em casa. É provável que se sinta tentado a “facilitar” — afinal, quem é que vai marcar falta aos seus filhos se estes se atrasarem? —, mas manter uma estrutura organizada tal como na escola fará toda a diferença a nível de rendimento, aprendizagem e produtividade.

Um smart speaker poderá ser útil nesse sentido. Para além de ser um bom despertador, também lhe recorda da sua agenda e do que está planeado para o dia. Pode definir lembretes, para que não haja nenhuma desculpa para não entregar o trabalho de casa.

[su_dropcap class=”dropcap”]2[/su_dropcap] Atualize-se: esqueça o papel e a caneta

Atualize livros de exercícios antigos para tablets e iPads. Com uma caneta stylus pode usar tablets com ecrãs grandes para fazer anotações ou esboços. Para além disso, há muitas aplicações que transformam anotações manuscritas em texto digitalizado.

Mãe a ajudar filho a aprender em casa

Se os seus miúdos se distraem com facilidade não se preocupe: a maior parte dos tablets — ou, pelo menos, há muitas aplicações nesse sentido — permitem controlo parental, para que possa manter o seu pequeno debaixo de olho, bem como o que faz com o dispositivo e durante quanto tempo o faz.

[su_dropcap class=”dropcap”]3[/su_dropcap] Guardar e partilhar trabalhos de casa

Pode guardar todas as lições e trabalhos de casa numa pasta no computador — desculpas como a clássica do cão comer o trabalho de casa passam a ser impossíveis. E com softwares como o Google Docs será muito fácil partilhar e colaborar no mesmo documento. Também dá muito jeito para verificar o progresso do seu filho.

[su_dropcap class=”dropcap”]4[/su_dropcap] Impressoras — às vezes, tem de ser

Embora seja ótimo não precisar de papel — e ecológico —, às vezes simplesmente é necessário uma versão impressa. Quer seja um requisito escolar ou tem em casa um futuro artista, pode precisar de ter um determinado trabalho em mãos e ter uma impressora em casa dá muito jeito.

Alguns dos modelos mais recentes são wireless e têm ligação Bluetooth, bem como acesso a algumas clouds de armazenamento, para que não tenha dificuldade em obter o ficheiro de que precisa.

[su_dropcap class=”dropcap”]5[/su_dropcap] Guardar em versão digitalizada

Guardar todos os trabalhos realizados não só pode dar jeito, como pode ser uma ótima recordação. Em vez de acumular papéis pela casa, potencialmente acabando por os perder, recorra a um scanner — algumas impressoras já o incorporam — para digitalizar e guardar. Desta forma, se nomear corretamente os ficheiros também não terá dificuldade em encontrá-los mais tarde.

Para coisas que são mais difíceis de caber num scanner (um trabalho artístico, por exemplo), por que não investir numa câmara digital com uma alta contagem de pixeis? Ou, pelo menos, num smartphone com uma boa câmara. Dessa forma, pode capturar todos os detalhes e pinceladas.

[su_dropcap class=”dropcap”]6[/su_dropcap] Armazenamento: plano B

Tenha sempre um plano de backup. Uma cópia digital é sempre boa ideia: as coisas perdem-se ou estragam-se quando fazem mais falta.

Crianças a aprender em casa através de um portátil

Assim, tem várias opções no que se refere a armazenamento. Pode guardar no próprio computador ou tablet, mas também numa pen drive, num disco externo, em nuvem, entre outras soluções. Tudo dependerá de quanto espaço precisa e do uso.

[su_dropcap class=”dropcap”]7[/su_dropcap] Há espaço para todos verem?

Por vezes, quando há várias pessoas envolvidas, pode ser complicado conseguir que toda a gente tenha uma boa visualização para o ecrã do computador portátil.

Felizmente, existem muitos projetores de vídeo capazes de transformar a sua parede num quadro branco virtual. Também são portáteis, para que possa levar a sala de aula para qualquer lugar da casa — ou fora da mesma.

[su_dropcap class=”dropcap”]8[/su_dropcap] A recompensa no final do dia

Depois de um dia repleto de aulas, a hora do descanso é merecida e sempre bem-vinda! Quer seja através de uma consola de jogos ou de umas colunas para que possam ouvir as suas músicas preferidas enquanto dançam para libertar energias, há muitas formas de manter os miúdos entretidos. Com a tecnologia certa, nada lhe irá faltar!

[sc name=”assina”]